O PROFETA DA CRIATIVIDADE

Qua, 15 de Abril de 2020 18:42 Paulo Kroich
Imprimir

O PROFETA DA CRIATIVIDADE

 

Li  outro dia o  livro “ Mentes Brilhantes”   de Alberto Dell Isola, o autor para desenvolvimento da mente cita vários pontos de criatividade e me atrevo  escrever algo sobre o tema.

Pintor da Última Ceia e da Mona Lisa, com seu enigmático sorriso, o italiano Leonardo da Vinci (1452-1519) foi inventor, cientista, escultor, engenheiro, músico, desenhista, cartógrafo, matemático e arquiteto, além de dominar outras áreas, como a Física, Astronomia, Zoologia, Botânica e a Fisiologia. Sua genialidade o consagrou como "profeta da criatividade" e "pai da empregabilidade" (soma das competências e habilidades individuais).

 


Sua fértil imaginação o fez viver séculos à frente do seu tempo. Como o maior desafio mundial é a geração de idéias para resolver os graves problemas sociais da maioria da população do planeta, pergunto:

Quanto vale uma idéia?
Quanto valeram, e continuam valendo, as idéias de Marie Curie, Oscar Niemeyer, Thomas A. Edison, Santos Dumont, Walt Disney, Madre Tereza de Calcutá, Bill Gates,
Steven Paul Jobs, mais conhecido como Steve Jobs nascido em San Francisco, Califórnia, 24 de fevereiro de 1955, há quem diga que é uma das mentes mais criativas da atualidade, se a criatividade é ganhar dinheiro então é fato, Albert Einstein, Antoinie Lavoisier, entre outros criativos conhecidos e desconhecidos, aqui em nossa região há muitos, na sua cidade deve haver outros tantos, e muitos, muitos outros que não se atrevem a divulgar ou colocar a sua ideia em ação nestes tempos de Coronavírus, ou em qualquer outro tempo,  mas os que colocam e  a praticam bem esta ideia  quanto vale?...

 


Percebe-se que  ideia não tem preço; tem valor sim, muitas vezes maior do que as cifras que engordam contas bancárias, pois salvam vidas e elevam a auto-estima das pessoas, transformando-as em cidadãos  permitindo que o maior objetivo do ser humano seja atingido: a felicidade, o prazer, o estar de bem consigo mesmo.

A idéia, considerada a representação intelectual de um objeto ou processo, tem maiores chances de obter êxito quando é baseada em conhecimento, requisito tão importante que  tem na sua  origem  a força do  texto bíblico:

(Provérbios 4:7)
"A sabedoria é a coisa principal; adquire pois a sabedoria, emprega tudo que possues na aquisição do entendimento."

Uma percepção refinada  atenta sobre as traquinagens das crianças nos leva à conclusão que elas só desejam aprender a aprender e trocam experiências entre si, observem seus filhos.

 


Compartilhar conhecimento pelo intercâmbio de informações e experiências é essencial para nos conscientizarmos que é dividindo que se soma. A inovação, fada madrinha da tecnologia, ocorre quando existe liberdade e coragem para romper hábitos, deletar regras,quebrar a disciplina, mudar rumos  pois, segundo o espanhol Picasso, expoente da arte contemporânea, "todo ato de criação é, antes de tudo, uma destruição".
Organização inovadora, de qualquer natureza e porte e profissional criativo  é aquela e aquele que tem a iniciativa de estimular as pessoas a se desenvolverem nos campos da comunicação, motivação e liderança  triângulo mágico da transformação e do sucesso empresarial e profissional.


Considerando que o mundo é dos curiosos, a implementação  Processo de Associação de Idéias – é uma iniciativa que faz da aprendizagem coletiva uma forma inteligente, prática e barata de agregar valor a produtos e serviços. Vale a pena alertar que não se trata de um, um festival de palpites, torro de idéias.., mas do desenvolvimento de projetos com uma metodologia adequada, que começa com a imaginação e termina com a avaliação de

 

resultados. As idéias devem ter como objetivo geral a prevenção de não-conformidades, a solução de problemas emergenciais e a geração de novidades que criem uma posição singular na mente do consumidor. Para as organizações, as vantagens são visíveis, principalmente o fortalecimento de sua imagem no mercado. Para os funcionários, o maior benefício é o prazer de revelar ou de desenvolver o seu potencial, além dos incentivos motivacionais, que objetivam o reconhecimento e a valorização do pensamento criativo. A associação de idéias, patente dos pensadores da antiga Grécia e paraíso da moderna publicidade, traz resultados satisfatórios nas organizações que têm a ousadia e a humildade de terem como lema a seguinte frase:

 

Aqui tudo pode ser questionado, pois quando pensamos que temos todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas, é aqui que o  marketing se torna a ciência do depende.

Neste período de confinamento o profeta da criatividade deve se atrever a fazer coisas  que até já foram tentadas, mas para si e para seu negócio é uma inovação.  Pente isso.!

 

( Referencias: Mentes que Brilham( Alberto Dell’isola),  Um Chute na Rotina ( Roger Van Oech), Navegador de Mudanças (Kurt Hanks).